Casamentos Colline de France - Gramado/RS

Gilberto e Miguel

Essa história tem um toque ainda mais especial que as outras que já contei até aqui, porque essa eu fiz parte, E MUITO! hahaha. Vem comigo...

Conheci o Gilberto pela internet, quando me solicitou orçamento para seu casamento. Até ai historia normal de casamentos de 2020 (dada a pandemia..). Ele solicitou orçamento para Outubro, eu tinha a data e agendamos uma reunião por vídeo. Era para ser um Mini Wedding (20 pessoas, Gilberto disse)

Pouco antes da reunião, Gilberto me contata e avisa que não teríamos reunião pois o noivo Miguel não conseguiu documentos para vir para o Brasil, pois ele é americano... SIIIMMM... Eles teriam de adiar o casamento pois a burocracia os estava impedindo de casar na data que queriam. 

Gilberto pensou na lua, na data, coisa dele e da mãe dele.. eu achei lindo hehehe..

Paramos por ali né. Que nada, tempo depois, Gilberto me chama e me diz que eles tem nova data, para Novembro, e que agora seria um casamento para 4 a 5 pessoas (viriam os pais dele e o melhor amigo do Miguel, dos EUA). Achei demais retomarmos o casamento.

Depois de alguns dias, a data mudou novamente... Sim... Gilberto estava com COVID-19 (pelamor gente, noivos deveriam ser imunes...). 

Então, passado todo nosso drama Mexicano (sem ofensas Miguel, hehehe), tínhamos a data de 21/12/20, mas a lista havia diminuído ainda mais: SOMENTE OS DOIS! Virou Elopement assim, desse jeito... mas a melhor parte, para mim, vem agora: ELES ME LIGAM E ME CONVIDAM PARA SER TESTEMUNHA! Gente eu sei que eles não teriam testemunhas, e que talvez seria até alguém do próprio cartório, mas eles me convidaram!!! A mim e ao Gei!! Pensa comigo; eu seria fotógrafo e padrinho, sim, eu não seria somente testemunha não, eu os ajudei a se arrumar, me pediram opinião, indicação, eu amei demais!!!

Fizemos um ensaio lindíssimo, cobrimos o casamento, depois jantamos com os noivos, brindamos, bebemos, conversamos, comemos doces, bolo e ainda esses incríveis e maravilhosos alugaram hotel pra ficarmos, para podermos beber heheh. Agora aqui pensando, não peguei buque, não peguei nada para ser o próximo a casar... hahahah


Essa é a historia do meu primeiro casamento como fotógrafo/padrinho/convidado e eu AMEI! Aceito mais convites incríveis para registrar e participar de histórias únicas e emocionantes.